Perguntas Frequentes


Não. A Eletrofita já é o próprio fio isolado e adesivado.
Sim,até 750 V, mas a amperagem é que deve ser observada, pois voltagem menor exige maior capacidade da instalação. 
Existem os conectores próprios fornecidos na linha de acessórios, mas os fios podem também ser soldados diretamente às fitas com solda estanho.
A Eletrofita pode ser dobrada, mas para não inverter a face adesivada, é preciso dobrar duas vezes. A primeira dobra no sentido contrário ao desejado e a segunda dobra na direção certa.
Pregos podem perfurar conduites plásticos e canos d'água, portanto deve se tomar o mesmo cuidado com Eletrofitas, embora não haja risco de curto-circuito, pois duas fases diferentes não seriam perfuradas pelo mesmo prego. 
Não, o revestimento de policarbonato é de alta resistência a impactos e a aplicação da malha de fibra de vidro autoadesiva garante proteção adicional.
Sim, desde que proporcione base estável para adesão. Paredes com tintas descascando, com umidade ou mofo devem ser reparadas adequadamente. Pode ser aplicada sobre madeira, metal etc.
A Eletrofita pode ser aplicada em qualquer local, desde que totalmente coberta por um acabamento, pois a luz solar pode ressecar o adesivo provocando seu descolamento.
Não. No evento de uma sobrecarga, antes de haver qualquer aquecimento, ocorrerá o desarmamento dos disjuntores adequados à instalação. 
Fazendo uso de uma broca fina para paredes, abrir uma fenda de um ambiente para o outro, com a largura suficiente para passar a Eletrofita. Utilize um aspirador de pó durante a operação, para evitar que a poeira se espalhe pelo ambiente.
Sim, mas é preciso tomar alguns cuidados. A Dupla proteção se faz necessária através da aplicação de fita adesiva protetora de PVC. É preciso ter cuidado ao arrastar objetos e móveis que possam danificar a Eletrofita. Qualquer dano ao isolamento requer sua imediata substituição. É obrigatório instalar um disjuntor tipo ‘DR’ para segurança total. Outro acabamento pode ser colocado sobre a Eletrofita, como piso flutuante, vinílico etc. No caso de pisos vinílicos não é recomendado o uso de colas brancas sobre Eletrofitas.
Tesoura comum, estilete, alicate, chave de fenda fina, martelo de borracha, trena, ferro de solda estanho (se necessário), lápis ou giz. Materiais: solvente "Tira Grude", solda de estanho para fios, malha de fibra de vidro e massa acrílica.